Condessa Bistrô, um espaço para peculiaridades

Condessa Bistrô, um espaço para peculiaridades

Chef Shanti mistura o amor pela yoga com experiências gastronômicas

por Mariana Grosche e Mariana Veltri

Nem só de técnica vive uma cozinha, mas também de empirismo. É o caso do Condessa Bistrô, localizado num charmoso espaço na Vila Nova Conceição, em SP. Já de cara nos deparamos com um monte de cores, e mergulhamos num universo lúdico. Com uma decoração rústica e charmosa, o local é repleto de enfeites artesanais, quadros, artefatos religiosos, cuja junção remete a um ar de espiritualidade. E não é à toa. No comando da chef Shanti, nascida como Flávia Marioto, o local é a alma da proprietária.

Esse nome curioso nos despertou o interesse de sua origem. “Abri com minha ex-sócia a Mercearia do Conde, e o segundo queríamos que fosse algo relacionado. Daí veio Condessa, algo que retrata uma alma bem feminina.” E já se foram 17 anos desde a inauguração.

A marca? São as referências que Shanti acumulou de suas inúmeras viagens, principalmente pelo Oriente. “Gosto muito de comida exótica e apimentada, amo toda essa referência do Marrocos, do Peru, da Tailândia e do México”, conta. Desse universo de lugares vêm suas inspirações.

Shanti também é professora de yoga e integra a filosofia com a culinária. “A yoga é você se integrar com você mesmo e com o universo. A alimentação também tem que ser uma alimentação além do seu corpo físico. Por isso gosto de misturar essa ideologia com a gastronomia, e usar muitas especiarias, como a pimenta, que tem muitas propriedades”, explica.

“Não sou uma cozinheira técnica, gostaria até de fazer uma escola de gastronomia, mas gosto muito de ousar.Faço meus rituais espirituais aqui, às vezes, pra que o espaço não seja só um local de alimentação, mas também um templo sensorial, visual, porque a comida é muito sagrada. Quanto mais tratamos o alimento como sagrado, pois levamos nutrição pra muitas pessoas, mais as coisas dão certo”,

Não fica só na filosofia, o Condessa coloca em prática a importância da procedência dos alimentos. Shanti afirma que é muito melhor comprar dos pequenos produtores locais, ao invés de produtos vendidos em escala industrial.

Despertou sua curiosidade? As especialidades da casa são: gnocchi de mandioquinha, salada tunisiana com cuscuz marroquino, frango ao curry vermelho, curry amarelo com peixe e o spaghetti com polvo.

Tá com seu animalzinho ou sua bike? Não tem desculpa para não ir! Lá o ambiente é pet e bikefriendlies.

Serviço:

A casa fica aberta de segunda a segunda, para almoço e jantar, com exceção aos domingos, que abre só para almoço.

Ah! A cada objeto que você se encanta, pode adquirir! Estão todos à venda!!

Local: Rua Bueno Brandão, 66 – V. Nova Conceição – SP.

Hamburgueria artesanal compõe cardápio personalíssimo

Hamburgueria artesanal compõe cardápio personalíssimo

Burger 700 está entre as hamburguerias mais inovadoras da cidade

por Mariana Grosche e Mariana Veltri

Em plena esquina da Av. Sumaré com a Rua Campevas localiza-se a Burger 700. Longe de estampar uma fachada de lanchonete, essa hamburgueria traz uma proposta diferente das outras. Aliada ao conceito urbano, é possível os clientes contemplarem a iluminação da rua através de suas janelas de vidro. O conforto sonoro também é um diferencial que os sócios prezaram. Inaugurada em 2013, em Perdizes, SP, a Burger 700 se destaca pela diversificação em seu cardápio, casando com a proposta não temática.

“Decidimos por uma ambiente que não fosse temático. Nós concluímos que as hamburguerias temáticas fazem muito sucesso, mas têm menos tempo de vida e as que não têm uma, algum duram muito mais”, explica o sócio-proprietário Gilson de Oliveira Andrade.

O curioso no cardápio são os lanches, que levam os nomes das ruas de Perdizes. Desde os sanduíches clássicos aos exclusivos, os mais pedidos são o Apiacás (que é feito com fraldinha) e o Campevas (que leva um saboroso file mignon acompanhando por uma deliciosa maionese de hortelã no pão ciabata). Aliás, os molhos e cremes são todos feitos na casa.

“A gente é uma hamburgueria artesanal, a gente faz tudo aqui, todos os cremes, com exceção do barbecue, 90% fazemos aqui. Creme de queijo, de cebola, molho rosé, maionese. Todos os hambúrgueres, salmão, fazemos aqui. O cordeiro, tiramos o osso, moemos a carne, é tudo bem feitinho, com carinho, tudo com muito cuidado”, diz Gilson Andrade.

O lado empreendedor dos sócios foi bem planejado pensando no bem-estar do cliente. Desde a chegada de produtos ao descarte. “Tínhamos a questão de agradar o empresário e uma outra questão, que a gente queria agradar o cliente. Para que fizéssemos as duas coisas, fizemos um projeto técnico de cozinha aberta. Tudo para que o barulho e a fumaça da chapa não ultrapassassem a cozinha e chegassem até as mesas”, acrescenta.

Pensando num público mais velho, a hamburgueria serve bebidas alcóolicas. As mais recentes inovações do local são os hambúrgueres da linha árabe: o Wanderlei e o Arena, que são servidos no pão sírio, acompanhados por molhos agridoces e garantimos que são bem apetitosos!!

Curiosos? Passem por lá:

Av. Sumaré, 700 – Perdizes, SP.

A Burger 700 fica aberta de domingo a quinta-feira das 11h30 a 1h30 e às sextas e sábados até às 3h.

Também funciona delivery:

Tel: 11 2366-8223

 

 

 

[printfriendly]

Cozinha profissional com jeitinho caseiro. Conheça a Casa Gil Gondim

Cozinha profissional com jeitinho caseiro. Conheça a Casa Gil Gondim

Casa de mineira é aberta para receber eventos, festas e reuniões personalizadas.

por Mariana Veltri

A banqueteira Gil Gondim é pura simpatia. O astral contagia tanto no sorriso constante do outro lado do telefone, como em cada página que folheamos do seu mais recente livro “Conservas do meu Brasil”, lançado pelo Senac, que faz a gente viajar e se deliciar com as receitas das compotas, geleias e antepastos, característicos de cada cantinho do Brasil.

Especialista em eventos sociais, recentemente inaugurou a Casa Gil Gondim Gastronomia, um espaço gastronômico que o público pode conhecer todo o ambiente moderno, com o conceito de cozinha à mostra, onde os convidados podem ver o preparo dos pratos.

O gostinho pela gastronomia vem da infância. Gil descobriu a paixão por conservas muito cedo, quando participava com seus familiares na produção das compotas, doces e outras gostosuras em Minas Gerais. Em 2004 criou a banqueteria que leva seu nome, onde se tornou referência de fartura, qualidade e primor.

Antes de exercer o que era mesmo sua paixão, foi fazer outras coisas, como vender e transportar carro. Quando os clientes começaram a surgir, fazia tudo na cozinha de casa, com fogão 4 bocas. De 2004 a 2007 deixou de ser uma empresa familiar, passando a investir em funcionários e suas qualificações. Foram muitos anos de lágrimas, garante Gil. A maior dificuldade foi a mão de obra qualificada

“Tudo na vida foi inverso: tinha clientes, mas sem estrutura. A Casa Gil Gondim é um sonho. Quando olho para essa estrutura, que foi tudo batalhado, quero que as pessoas sintam esse amor que eu sinto. A proposta é que as pessoas venham até minha cozinha e vejam como trabalhamos. Aqui elas sentem a adrenalina dos garçons, o que dá errado, prato quebrado, aparelhos que não funcionam, essa era a verdade que eu queria passar”, conta com emoção na voz.

Qualidade e amor são sua marca. “Todos veem o amor com que executamos o nosso trabalho e o comprometimento com a qualidade. Tanto na parte de atendimento quanto na  alimentação”, conta.

Gil conquistou o gosto do público pelo atendimento personalizado e pelo diferencial com a preocupação da origem dos produtos que entram em sua cozinha, que escolhe pessoalmente, para que tudo saia com excelência. “Sou contra a gourmetização. Minha cozinha é confort food, comida de verdade, que as pessoas lembram de alguma história, da mãe, de um povo”, diz.

O cardápio é personalizado, atendendo a necessidade do cliente. “Alinhamos com o cliente aquilo que deseja oferecer para os convidados. Não queremos o cliente com a marca do buffet, mas como nosso anfitrião, com a marca da família”, enfatiza.

Gil garante: “não tem um que não fale – ‘muita fartura! Muita comida!’ – Sou mineira, não falta comida de jeito nenhum”, ri.

Passadas as dificuldades, a equipe foi montada e todos são comprometidos com o que exercem. Cozinha não é para qualquer um. Só os fortes ficam, são muitas horas de trabalho, tempo todo em pé, altas temperaturas, os chefs têm carga horário pesada. Tem um evento, falta alguém, o chef tem que cobrir”, completa.

Um segredo para quem quer se aventurar na cozinha? “É doação total, renúncia absoluta, porque quem trabalha com gastronomia precisa ter o dom de servir e quem nasceu para servir, é difícil ser servido, porque em datas comemorativas, estamos sempre servindo. É preciso também muito amor, humildade para aprender, porque gastronomia aprendemos todos os dias. Cada cultura, cada povo, lugar tem a sua cultura e precisa ser respeitada. É a sua história”, explica.

Depois de tudo concretizado, veio o livro, que nasceu nas conversas de bastidores. O que seria um livro de evento, mudou totalmente o rumo para colocar a essência de Gil, que são as compotas e produtos do Brasil. “Foram 60 dias que fiquei voltada para escrever, era a minha verdade, minha história”. Todas as receitas reunidas, escritas a lápis e caneta… era hora de digitar tudo, inserir as medidas, tirar as fotos das receitas e dar o toque final, que são as notas personalizadas da autora.

“Conciliar, livro, caterings e Casa Gil Gondim, só com uma equipe abençoada, que acreditem estar no mesmo barco e que a vitória é de todos junto”, comemora. Vem aí os projetos futuros, acompanhe a Gil pelo site: www.gilgondim.com.br.

Serviço:

O espaço trabalha com reservas – mínimo de 16 pessoas, com dois dias de antecedência. Os eventos são para até 50 lugares.

Média de preço: R$ 150,00 – com drink de boas vindas, entrada, sopa/salada, prato principal e sobremesa. (O cardápio é conversado, vemos o perfil do público)

A casa não trabalha com bebidas alcoólicas, mas têm rolha livre, as pessoas podem trazer seus vinhos e tb podemos fazer harmonização dos pratos com os drinks.

Cada prato é harmonizado com um drink diferente.

Casa Gil Gondim Gastronomia – Rua Nilo Peçanha, 31 – Vila América, Santo André.

Pin It on Pinterest