Experiência é tudo!!

por Juliana Delgado – Santiago – Chile, 22/11/2018.

Então lá fomos nós, eu, minha mãe e irmã, comemorar os 70 anos da mamma pela terra de Neruda! Foi simplesmente incrível, não só por estarmos prestes a realizar uma verdadeira saga gastronômica, repleta de bons vinhos chilenos, cevices e frutos do mar, mas principalmente por estarmos juntas, pela primeira vez, compartilhando momentos únicos de afeto e fortalecendo ainda mais os nossos laços. Acredito, cada vez mais, que esse é o tipo de experiência que fica, transforma e que levamos para a vida inteira. Hummmm, já deu até aquele “gostinho de quero mais!”.

Queríamos passar os quatro dias que tínhamos de uma forma tranquila, para ficarmos bem a vontade, poder passear a pé até o centro da cidade e, ao mesmo tempo, curtir o toque boêmio de Santiago. Então nos hospedamos no bairro de Lastarria, uma região super charmosa, aconchegante e bem localizada.

Lastarria é cativante, cercada de verde e com uma graciosa feirinha de artesanato e artistas de rua.  É uma região que transpira arte e cultura e ainda conta com restaurantes, bares e cafés deliciosos para os mais variados gostos e bolsos. E foi exatamente lá onde nosso tour começou!

Assim que deixamos as malas no hotel já fomos almoçar e começamos, claro, pelos riquíssimos cevices chilenos. Na minha opinião, são todos lindos e interessantes, com sabores e ingredientes típicos dos Andes e, como não poderia deixar de ser, com uma boa dose de pimenta ou molhos mais picantes para dar o toque final.

Esses são os pratos que mais gostamos! (acima). Ambos são do bar e restaurante República del Pisco, elaborados com milho branco, o famoso amarelo tostado  e um delicioso Camote, uma espécie de batata doce que dá um toque especial à receita, tanto em sua forma genuína, levemente cozida, como um molho suavemente picante sobre o peixe. Para fechar a noite, degustamos um saboroso pisco oferecido por Alex, um rapaz simpático e divertido que nos atendeu. Ali começamos a entender exatamente a diferença entre o drink chileno e o peruano e, cá para nós, adorei os dois, ainda prefiro a versão chilena, com o sabor mais acentuado do pisco e sem a clara de ovo que faz a espuma da versão original peruana.

No dia seguinte, como combinado, lá fomos nós rumo ao “Centrão”! Uma ótima surpresa, aliás, porque ali Santiago se revela realmente como uma cidade limpa e organizada, com uma segurança tão eficiente que nos permite andar a pé por todos os cantos. Como foi bom sentir essa paz, que chega a ser transmitida no ar, ainda mais quando vivemos em uma metrópole como São Paulo! 

Nossa ideia era almoçar no badalado bairro da Bela Vista, mas ao chegar no Mercado Municipal resolvemos provar a famosa Centolla! E aqui vale uma boa dica: Como o crustáceo é uma verdadeira iguaria e seu valor é bem alto, é possível pedir a peça inteira, que vem à mesa quente e cozida no vapor, ou provar uma porção onde a carne já vem desfiada e fria, para degustar como aperitivo. Nós acabamos experimentando esta segunda opção, mais em conta, mas confesso que depois achamos que teria valido a pena experimentá-la por inteiro. Afinal, quando voltaremos lá novamente, não é mesmo? Preparem os bolsos! (Rss)

Uma outra dica que não poderia deixar de dar é o incrível Mestizo. Para quem gosta de lugares mais badalados e com o requinte dos restaurantes modernos, é uma ótima opção. Sem contar que a vista para o imponente bairro de Las Condes é maravilhosa. Chegamos lá no finalzinho da tarde, exatamente para curtir mais o visual, e então nos estendemos para o jantar. Sem dúvida, um momento muito feliz e que mereceu um brinde especial!!! Guarde bem esse nome, Gran Terroir de Los Andes – Carmenere 2016. Sem dúvida, o melhor vinho da viagem!!!

(Olha a gente aí!!) E assim fomos seguindo a viagem, com boas doses de vinho, brindes, visitas a lugares encantadores, como a casa de Neruda (La Chascona), boa gastronomia, e muita troca! Passamos também um dia inteiro em Valparaíso, maravilhooooooooso, e que nos emocionou muito, mas essa é uma história que, com certeza, merece um capítulo a parte! 

No nosso último dia, em pleno domingão, para fechar com chave de ouro, optamos por curtir um pouquinho mais o clima de Santiago, azulzinho e ensolarado por sinal!! Logo pela manhã, eu e minha irmã subimos o Cerro Santa Lucia, um lugar belíssimo e de onde podemos ver boa parte da cidade. Fomos também até o Palácio de La Moneda e seguirmos com a mamma para direto para Bela Vista. Foi então que descobri que os hambúrgueres e sanduíches estão muito mais difundidos do eu que pensava!!! Assim como as cervejas e suas mais variadas versões. Paramos no Ciudad Vieja para degustar uma das mais típicas do Chile, a Austral, muito leve e saborosa, com tipos que vão da lager à dark ale. E como não resistimos (Rss), pedimos aquele big sanduíche de carne desfiada com batatas fritas!

Passamos depois pelo Pátio Bela Vista, um verdadeiro shopping gastronômico a céu aberto, com bares, restaurantes, cafés e lojas de todos os tipos. E na volta para “casa”, como não poderia faltar, paramos numa das principais sorveterias de Santiago, a Emporio La Rosa! Tomamos um belo sorvete de dulce de leche, além de experimentar o inédito sabor de “rosas”, especialidade da casa, e passeamos um pouquinho pela “feirinha” para aproveitar o entardecer em nossa querida Lastarria

Ahhhhhhhhh, à noite? Fomos brindar mais uma vez essa experiência incrível, é claro! Unica e gratificante que é estar entre mãe e filhas. E faço questão de deixar aqui minha homenagem aos produtores de vinhos chilenos, pois todos os que experimentamos são de uma qualidade ímpar! E graças a eles, minha viagem com ELAS se tornou ainda mais especial!

Pin It on Pinterest